segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Stan Lee fala sobre os abusos sofridos nos últimos meses

Autor diz que cometeu alguns erros em não confiar nas pessoas certas



O ano de 2018 foi difícil para Stan Lee, que teve seus dias marcados por tentativas de golpes e até mesmo teve seu sangue roubado em um episódio no mínimo perturbador.

O roteirista conversou com o Daily Beast e explicou que agora está morando com sua filha, e que acredita que seu legado está seguro com ela. “Eu aprendi tarde na vida”, disse Lee, “que você precisa de conselheiros se estiver ganhando algum dinheiro. Nos meus primeiros anos eu criei todos aqueles personagens, criei o Hulk, etc, eu tomava conta de tudo, eu pagava as contas e fazia a contabilidade. Mas então, algum dinheiro começou a entrar e eu percebi que precisava de ajuda. E precisava de pessoas em quem confiar. E cometi alguns erros grandes. E encontrei pessoas em quem eu não deveria confiar”, concluiu.

A relação de Stan com sua filha, J.C. Lee, também foi alvo de controvérsias nos últimos meses, e o roteirista comentou sobre o assunto:

Até onde eu sei, temos uma vida maravilhosa. Eu sou muito sortudo. Eu amo a minha filha, eu espero que ela me ame também. Não poderia pedir por uma vida melhor. Se minha esposa tivesse conosco ainda…

Por fim, Lee, que se afastou de convenções e eventos de fãs, contou que não sente falta dessa parte do trabalho, mas que sente falta de escrever e criar personagens. “Mas eu espero trabalhar em mais projetos, trabalhei em um ontem”, contou, sem entrar em nenhum detalhe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário